Nesse meu artigo vou falar sobre algo fundamental para qualquer uma que esteja no ramo da aerografia.

Você pode estar aprendendo ou até mesmo já ganhando dinheiro com seus desenho nessa arte mas, mesmo assim, podemos desenvolver melhor nossa percepção dos fundamentos básicos.

seja ele em executar um traçado corretamente ou não deixar mais que a tinta fique entupindo no aerógrafo, por conta da diluição e como isso pode ser uma dor de cabeça e chegando até obrigando você a refazer um trabalho.

Já imaginou ter que fazer tudo de novo? Então vamos começar.

Quando iniciamos no ramo da arte independente do estilo escolhido, imaginamos que para se desenvolver algum tipo de trabalho não vamos precisar de horas de prática, nem imaginamos as técnicas e como elas podem nos polpar tempo conseguindo evoluir aperfeiçoando nossas habilidades de coordenação.

Na aerografia existe inúmeras técnicas que precisamos aprender e praticar para aperfeiçoar nossas habilidades.

Você pode cometer um equivoco que muitos amadores comentem que é simplesmente não dar valor para os treinamentos básicos e essa pode ser a diferença que você não imagina que vá levar você a melhorar suas artes transformando seus trabalhos.

Nesse artigo vou te explicar:

  • tinta acrilex e como fazer a diluição correta;
  • Técnica como você obter o máximo de precisão com o seu aerógrafo;

Tinta acrilex e como fazer a diluição correta

Jogaremos toda a tinta sem acrescentar água para um outro recipiente e para não perdermos a tinta que fica na parede do recipiente que compramos, devemos colocar 1/4 de água e mexer, assim a tinta irá soltar da parede e então jogamos no novo recipiente no meu caso escolhi uma garrafa de detergente.

A consistência ideal seria a mais próximo do leite, isso para já utilizarmos diretamente sem fazer nenhum tipo de acréscimo de aguá na hora do trabalho.

Mas, para você não deixar acontecer e perder o ponto ideal aconselho você deixar um pouco mais grossa que a consistência do leite que você deve utilizar como parâmetro.

E depois pode fazer o a diluição final, direto no aerógrafo, fazendo o acréscimo de água que for necessária para atingir a consistência do leite.

Agora para diluirmos um pote de acrilex, devemos utilizar a medida do próprio recipiente que vem a tinta.

Eu uso a medida da seguinte maneira, para um pote cheio de tinta deve colocar quase metade de aguá.

Vou te explicar melhor, depois de ter transferido para outro recipiente que você for usar, encha até a metade de água esse pote que continha a tinta e jogue no recipiente novo.

Então como disse podemos fazer a diluição melhor, depois diretamente no aerógrafo que é exatamente como eu faço.

também tenho um vídeo que recomendo você assistir, que fala mais sobre diluição das tintas e vou deixar aqui para que você entenda mais um pouco sobre o assunto.

Técnica como você obter o máximo de precisão com o seu aerógrafo

Abordando sobre uma das técnicas que até hoje costumo praticar, caso você decida também praticar todos os dias também, conseguirá aperfeiçoar suas habilidades e melhorar suas artes em até 60%.

Porque estou falando isso, simplesmente para mostrar que podemos em menos de 3 meses, fazer trabalhos totalmente Free Hand ter uma ótima qualidade.

Para exemplificar melhor vou te contar uma história sobre min.

No começo na aerografia não imaginava como funcionaria o processo de criação e como meu primo já realizava trabalhos com o aerógrafo, ele foi me passando o que conhecia e fui aprendendo.

Cheguei a fazer trabalhos muito bons sem saber nem desenhar, mas eu ficava intrigado com os trabalhos que estava executando pois, não ficavam com a qualidade que gostaria.

Depois de mais ou menos 1 ano fazendo as artes sem nenhum tipo de técnica avançada ou que fosse nova.

Fui pesquisar na internet e me deparei com o seguinte assunto que nosso cérebro cria atalhos para facilitar nossa vida e torna-la automática fazendo com que nós economizemos energia para coisas diferentes as habituais.

Por exemplo, quando acordo a primeira coisa que vou fazer é escovar os dentes e o processo é tão automático que nem pensamos se pegamos a pasta de dente primeiro ou se pegamos a escova.

Isso é um processo de atalho que nosso cérebro cria para tornar coisas repetitivas em processos automáticos e na aerografia é quase a mesma coisa.

Por eu nunca ter praticado nenhuma técnica para melhorar a coordenação sempre dependia de Stencils e outras coisas.

Mas após descobrir a técnica que já vou te explicar a seguir, simplesmente nós estaremos mandado um comando para o cérebro criar um atalho do processo e quando realizarmos tal processo nos seus trabalhos sejam simples ou complexos.

Invés de ficar pensando no que fazer ou como fazer, simplesmente já temos essa memória muscular, pronta no cérebro, permitindo realizar trabalhos com 60% a mais de eficiência.

Mas isso não significa que você vai conseguir fazer isso do dia para a noite, esse processo acontece com muita dedicação e força de vontade.

E praticando de uma forma eficiente, você notará resultados bem rápidos e poderá realizar trabalhos fantásticos em bem menos tempo do que artistas que não o praticam.

Para você que quer ter uma evolução e poder transforma suas artes não perca tempo e comece a praticar esse exercício simples.

A técnicas que eu utilizo para melhorar o meu traçado e ainda cada vez mais os detalhes também obtendo um melhor resultado final, é a seguinte.

Vamos começar falando o que eu utilizo para treinar, sempre uso os matérias mais baratos, para assim não ter prejuízo e possibilitando treinar o máximo possível.

Eu utilizo a tinta acrilex, que é uma tinta barata e também faço os desenho direto em folha sulfite.

Então agora quando fizer a diluição correta podendo fazer com eu disse direto no seu aerógrafo, podemos iniciar a pratica do traçado e obter um resultado melhor que o atual.

Faremos trabalhos simples, com linhas lineares, sempre concentrado na espessura das linhas, nessa etapa não se preocupe caso essas linhas estiverem trotas.

Então, sempre começo fazendo ela fina e terminando fina, para fazer isso deve pressionar o gatilho para soltar o ar e depois já movimentando o aerógrafo comece a puxar para soltar a tinta.

Fazendo esse movimento tanto de cima para baixo e de de uma lado para o outro e variando por onde começa.

Vai parecer fácil enquanto estiver lendo esse artigo e nem um pouco eficaz, pois você deve estar acostumado a tenar pegar referencias muito mais complexas na internet e tentar reproduzi-las.

Mas como foi o meu caso fiz isso por um ano e não obtive o resultado que gostaria, assim quero te falar que esse dever ser o foco no momento até obter o controle total do seu aerógrafo.

Você praticando sempre esse exercício, vai te possibilitar ter um controle da sua coordenação bem melhor.

Podemos fazer nesse mesmo exercício, linhas mais finas(mais difíceis), também fazer traço mais grosso (são mais fáceis) e lembrando, para fazer esse traços mais grossos deve aplicar a tinta mais longe da superfície.

E você pode aprender mais como controlar o aerógrafo no artigo como controlar o aerógrafo em duas etapas simples

Fiz um vídeo explicando todo o treinamento e a diluição para você enxergar na prática o que você acabou de aprender. Espero que te ajude e você comece a praticar sempre.